sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A AROMATERAPIA E AS ESTAÇÕES: PRIMAVERA-VERÃO


A Aromaterapia pode ser explorada nas quatro estações do ano, seja para promover o bem-estar, equilíbrio e saúde, para amenizar os sintomas das doenças típicas de cada época ou para potencializar o bom astral que traz a primavera, o verão, o outono e o inverno. Afinal, quem não sente a alegria do calor e o aconchego dos dias friozinhos?

Dividiremos esse artigo em duas postagens diferentes. Iremos começar com a Primavera e Verão, estações das flores, da alegria e do calor.

É quase inevitável ao acordar e ver um lindo céu azul, o sol brilhando e as flores colorindo um jardim, sentir o bem estar deste momento. Seja num dia agradável e ensolarado da Primavera ou num dia quente de Verão, essas duas estações trazem à tona tudo aquilo que deixamos de lado nas estações mais frias. O sol e o calor chegam e nos aquecem o coração de alegria, o corpo de disposição, os dias ficam mais longos, o corpo fica à mostra nos tecidos leves e a vida parece ter outro sentido. Quem nega que o calorzinho estimula a prática de exercícios, os cuidados com o corpo, os passeios ao ar livre? O Verão, sinônimo de férias, descanso, festas e comemorações…Toda essa sensação de liberdade conquistada nas estações mais quentes promovem uma mudança de comportamento nas pessoas, que se tornam mais sociáveis, alegres e com a auto estima elevada.

Também no calorzinho é tempo de abrir e arejar os ambientes, de decorar e dar vida à casa com flores. Seja na Primavera ou no Verão, existem óleos essências que podem potencializar e prolongar essa sensação de alegria, vitalidade, renovação e bem estar. Experimente colocar em seu aromatizador ambiental 3 gotas de óleo essencial de tangerina e 2 gotas de óleo essencial de erva doce com um pouco de água.

Mas é claro que nem todos conseguem imediatamente entrar nesse bom astral com a chegada destas estações. E o motivo é simples: a polinização das flores, o calor, umidade e a exposição ao sol trazem também sintomas desagradáveis de doenças típicas da Primavera e Verão. Por isso preparamos receitas para algumas delas, confira:

Rinite

Utilizar 1 gota óleo essencial de hortelã pimenta no aromatizador pessoal ou 3 gotas no aromatizador ambiental com um pouco de água. No mesmo dia a pessoa já manifesta melhora dos sintomas.

Conjuntivite

1 gota de óleo essencial de lavanda diluída em 1 colher de mel e 100ml de água. Lavar o olho com esta receita 3 vezes ao dia, durante 7 dias.

Micose, pé de atleta e frieira

Passar 1 gota de óleo essencial de tea tree ou cravo no local da micose. Utilizar 1 vez ao dia durante 7 dias.
 
 
Queimaduras de sol

Misture 4 gotas de óleo essencial de lavanda em 1 frasco de óleo vegetal de rosa mosqueta de 30ml. Aplique na região que está avermelhada. Importante: não aplicar em queimaduras de 2° grau.

Candidíase

1 gota de óleo essencial de tea tree e 1 gota de óleo essencial de bergamota diluído em 1 colher de mel. Acrescente em uma bacia com água para fazer o banho de assento 1 vez ao dia.

Brotoejas

Misture em 30g de gel neutro 3 gotas de óleo essencial de tea tree e 3 gotas de óleo essencial de lavanda. Aplique na região diariamente.
Cinco dicas para evitar as crises alérgicas, típicas da Primavera:

1.Dias mais quentes são ideais para mandar edredons, tapetes e cobertores de lã à lavanderia. Na volta, eles devem permanecer guardados enquanto estiver calor e não forem necessários, já que são fontes permanentes de poeira e ácaros;

2.Cômodos acarpetados devem ser limpos com aspirador de pó diariamente. Aliás, a rotina de limpeza da casa em que habitam pessoas alérgicas deve ser sistemática;

3.O lixo nunca deve permanecer dentro de casa. Além disso, os ambientes devem estar sempre arejados;

4.Quando o clima apresentar baixos índices de umidade relativa do ar deve-se recorrer a um aparelho umidificador. Na impossibilidade de se adquirir o equipamento, a melhor opção é colocar bacias com água limpa em todos os dormitórios durante a noite para garantir um sono mais tranquilo;

5.Plantas naturais jamais devem permanecer nos quartos, principalmente de pessoas alérgicas, doentes e crianças.

Aproveite o melhor de cada estação do ano e beneficie-se com a Aromaterapia!
 
Fonte: http://harmoniearomaterapia.com.br/a-aromaterapia-e-as-estacoes-primavera-verao/

AROMAS DA PRIMAVERA - SUAVE ACONCHEGO



Com a chegada da primavera, nada melhor do que manter o perfume das flores sempre por perto.

Por meio da aromaterapia – estudo do efeito terapêutico que os aromas de plantas e flores são capazes de proporcionar ao bem-estar físico e mental – você vai descobrir os benefícios obtidos a partir dos óleos essenciais – substâncias naturais presentes nas plantas.

Os óleos essenciais são 100% puros, concentrados, extraídos das partes aromáticas das plantas – sementes, raízes, caules, flores, frutos, folhas e resinas – carregando, portanto, sua energia vital, fundamentais na ação terapêutica. Devem ser guardados em frascos de vidros escuros, em lugar fresco e seco e não ficar expostos à luminosidade. É necessário permanecerem sempre fechados, pois são voláteis, e a mistura oxida em contato com o ar.

Eles são absorvidos pelo organismo através da pele ou pelo olfato. É recomendado diluí-los em outros óleos ou cremes de massagem. Não os use puros sobre a pele, pois possuem algumas contraindicações, sendo necessária a orientação de um aromaterapeuta especializado.

Podem ser usados em sabonetes, inalações, banhos de imersão, escalda-pés, compressas, aromatização de ambientes, entre outros. As fragrâncias têm o poder de despertar os sentidos, fazer-nos relaxar pensando na primavera proporcionando o bem-estar.

O jasmim, considerado como o “rei das flores”, inspira o sentimento de romance. Possui aroma sensual e aconchegante.

O óleo essencial de neroli é considerado um dos óleos mais finos e requintados do planeta. Obtido a partir da flor da laranjeira amarga, é excelente para pele facial e sensível. Seu uso sugere um clima de sedução ao ambiente.

O Ylang ylang, conhecido como a “flor das flores”, contém aroma sensual e, por isso, é muito usado nas festas de noivado e para enfeitar a cama dos cônjuges, promovendo a sensualidade entre o casal.

Com forte sensação de feminilidade, o gerânio fornece um óleo essencial indicado especialmente para a mulher. Por ser um fitormônio (hormônio vegetal), alivia nos sintomas de TPM, perimenopausa e menopausa.

Famosa por inspirar a paixão, a rosa, denominada a “rainha das flores”, é referência direta à mulher, à maternidade e à aceitação da sua maturidade. É um excelente tratamento antienvelhecimento e de hidratação da pele.

Conhecida por transmitir sentimento de calma e tranquilidade, a camomila
tem cheirinho de natureza e seu óleo costuma ser usado para banhos e massagens ou na aromatização de ambientes após um dia exaustivo.

A lavanda provoca a sensação de relaxamento e possui inúmeros benefícios. Seu óleo essencial combate a insônia com ações calmante, antidepressiva, respiratória, rejuvenescedora e hidratante. Por ser suave, seu óleo pode ser aplicado sem diluição sobre queimaduras, cicatrizes e picadas de insetos. Possui efeito balanceador, baixando a pressão arterial e aliviando problemas menstruais, náuseas, cólicas e vômitos, principalmente se usado puro na aromatização.
 
Fonte:  http://www.permitaseviver.com.br/aromas-da-primavera/

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

MASTRUZ, INDICAÇÕES E TRATAMENTOS.





Informações sobre benefícios e tratamentos na medicina natural com o mastruz (Chenopodium Ambrosioides L.), também popularmente conhecida como Erva de Santa Maria. O mastruz cresce espontaneamente em terrenos arredores de habitações, possui folhas verde escura, alongadas e de diferentes tamanhos, suas flores são pequenas e de cor esbranquiçada, tem cheiro forte e desagradável e atinge até 70 cm de comprimento. Pode ser comprado em alguns mercados e lojas de produtos naturais e tem o nome cientifico Chenopodium Ambrosioides.

DADOS DO VEGETAL:

Nome Popular: Mastruz (Erva de Santa Maria);
Nome Científico: Chenopodium ambrosioides L.;
Outros nomes: Ambrósia, quenopódio, erva-pomba-rola, erva-formigueira, chá-do-méxico, mastruço, erva-mata-pulga e uzaidela;


INDICAÇÕES E TRATAMENTOS: 
 
Em especial é usado no combate a vermes intestinais. O mastruz serve para o tratamento de rouquidão, circulação, pé de atleta, fraturas, gripes, varizes, hemorroidas, tuberculose, angina, asma, parasitas intestinais, repelente de insetos, bronquite, cãibras, resfriados, contusões. 
 
Possui propriedade anti-inflamatória, expectorante, vermífuga, cicatrizante, aromática, sedativa, abortiva, digestiva, antifúngica, antimicrobiana e antiviral.
O mastruz também possui propriedades que atuam na constipação intestinal, em coceiras e recuperação da pele ferida por ser emoliente.


MODO DE PREPARO:

Infusão: 1 xícara de cafezinho da planta fresca com sementes em 1/2 litro de água. Tomar 1 xícara de chá de seis em seis horas (vermífugo, estomáquico). 
 
Sumo: 2 a 4 colheres de sopa do sumo das folhas para 1 xícara de chá de leite, uma vez ao dia – as crianças maiores de 2 anos devem tomar a metade da dose (peitoral). 
 
Suco: 1 copo da planta picada com sementes para 2 copos de leite - bater no liquidificador e tomar um copo em jejum uma vez ao dia por três dias seguidos (poderoso vermífugo). 
 
Cataplasma: Juntar 1 xícara de cafezinho de vinagre e 1 colher de sopa de sal, amassar a planta na mistura até obter uma papa. Colocar sobre o local afetado e enfaixar (contusões). 
 
Geléia: pegar 4 bananas-nanicas maduras com casca, picar 1 copo de folhas de erva-de-santa-maria com sementes, meio copo de hortelã e 1 copo e meio de mel. Triturar bem as plantas em um pilão, juntar a banana e o mel e amassar bem. Levar ao fogo até dar o ponto de geléia, o que ocorre em poucos minutos. Dar 1 colher de chá duas vezes por dia ou passar na bolacha, pão, etc. (vermífugo). 
 
 

VITAMINAS PRESENTES:

O mastruz carrega consigo várias vitaminas, como A e C e principalmente do complexo B. Além disso, possui cálcio, ferro, fósforo, zinco e potássio. Consequentemente suas propriedades são vastas, ela é um ótimo cicatrizante de machucados, isso porque, suas folhas carregam uma grande quantidade de óleos essenciais. A planta também é antibacteriana e antiviral.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

Contra indicações: O mastruz é conta indicado no caso de gravidez e em crianças com menos de 2 anos. O mastruz é uma erva medicinal tóxica e a orientação médica é necessária para definir a dose recomendada. 
 
Efeitos colaterais: Os efeitos colaterais do mastruz incluem irritação na pele e mucosas, dor de cabeça, vômito, aborto, danos no fígado, náuseas e transtornos visuais caso seja usado em doses elevadas.

Fonte: http://medicinadasplantas.blogspot.com.br/2014/06/mastruz-indicacoes-e-tratamentos-com.html

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

ERVA-VIRGEM - MARRUBIUM VULGARE - ESSA PLANTA CURA O FÍGADO E A VESÍCULA, E DESINFLAMA O INTESTINO


Esta planta é nativa da Europa. Ela pode atingir até 60 centímetros de altura. Possui hastes quadradas e suas folhas são felpudas. As flores são de cor branco-amarelada e crescem em cachos, florescendo no verão. A planta também tem muitas vilosidades, que desprendem um aroma rico muito semelhante ao das maçãs. Ela é selvagem e cresce naturalmente ou ao longo das bordas das estradas ou trilhas, ao pé das paredes, em terrenos baldios ou até em cima de entulho. 



Você conhece esta planta?

Ela é muito rica em propriedades medicinais. Entre suas qualidades, destaca-se a sua ação emagrecedora e digestiva. Porém há muito mais:

1. Cura o fígado

Ela é amarga, por isso tem substâncias que revitalizam completamente o fígado e a vesícula.

2. Cura rins e bexiga

Ela é diurética, ajudando a eliminar o excesso de líquido acumulado no corpo. Além disso, ajuda a tratar infecções geniturinárias como cistite, ureterite, uretrite, pielonefrite.

3. Melhora a digestão

Ele desinflama o intestino e tem forte ação digestiva. Por isso pode-se consumir seu chá antes ou depois da comida, especialmente em casos de má digestão.
 


4. Combate gripes e outras doenças respiratórias

Ela é expectorante e atua contra todos os tipos de infecções no aparelho respiratório. É especialmente indicada para tratar gripes, bronquite, asma e excesso de catarro.

5. Alcaliniza e ajuda a emagrecer


Ela é rica em potássio, o que contribui para sua ação diurética, favorecendo a perda de peso. E também é um forte depurativo, mais um fator que contribui para a desintoxicação e o emagrecimento.

6. Fortalece o coração


Ela tem ação antiarrítmica, ou seja, se usa en casos de taquicardias e arritmias cardíacas. E qual o nome dela?

Seu nome é “Erva-virgem” (Marrubium vulgare), e ela também é conhecida como, Incenso, Marroio, Marroio-branco, Marroio-de-França, Marroio-vulgar, Marrolho. 


 
COMO FAZER O CHÁ

Coloque 1 colher sopa) das folhas e flores secas da planta em 1 litro de água fervente e deixe repousando por 10 minutos. Depois, coe para o consumo.

A indicação são três xícaras deste chá por dia.

O consumo deste chá é contraindicado a mulheres grávidas.
 
Fonte: http://www.saudeemgeral.com.br/essa-planta-cura-o-figado-e-a-vesicula-e-desinflama-o-intestino/

BENEFÍCIOS DO QUIABO PARA A DIABETES



 
O QUE É QUIABO?

Quiabo pertence à mesma família de plantas como hibiscos e algodão. O termo “quiabo” geralmente se refere às vagens comestíveis da planta.

Quiabo contém potássio, vitamina B, vitamina C, ácido fólico, e cálcio. É baixo em calorias e tem um alto teor de fibra dietética.

Formas populares de quiabo para fins medicinais incluem água de quiabo, quiabo cascas e sementes em pó.

Quiabo, também conhecido como “dedos da senhora” e “gumbo”, é uma planta verde. Quiabo pertence à mesma família de plantas como hibiscos e algodão. O termo “quiabo” geralmente se refere às vagens comestíveis da planta.

Quiabo tem sido favorecido como um alimento para a saúde consciente. Ele contém potássio, vitamina B, vitamina C, ácido fólico, e cálcio. É baixo em calorias e tem um alto teor de fibra dietética. Recentemente, um novo benefício de incluir quiabo em sua dieta está sendo considerado. Quiabo tem sido sugerido para ajudar a controlar o açúcar no sangue em casos de tipo 1, tipo 2, e diabetes gestacional.

Incidências de diagnósticos de diabetes estão apenas aumentando, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention. O veredito está fora sobre se quiabo pode ser usado com sucesso como um tratamento direto a diabetes. No entanto, a planta quiabo tem muitos benefícios de saúde comprovados. Leia mais para ver se o quiabo poderia ser uma parte viável de seu plano de tratamento do diabetes.

ESTUDOS SOBRE QUIABO E DIABETES

A investigação médica sobre quiabo para o gerenciamento de diabetes ainda está em estágios iniciais. Sabemos que de acordo com um estudo, a água de quiabo melhorou os níveis de açúcar no sangue de ratos grávidos que tiveram diabetes gestacional. Sementes de quiabo torrado, que têm sido muito utilizados na Turquia para tratar a diabetes, também têm sido estudados e demonstraram ter um efeito positivo na redução de açúcar no sangue.
 
 
 
# 1. BENEFÍCIOS DO QUIABO: FIBRA DIETÉTICA

O quiabo é rico em fibras. Oito pods de médio, pods são estimadas para conter 3 gramas de fibra. Esta qualidade da fibra a granel tem vários benefícios. Ele ajuda a digestão, reduz ânsias de fome, e mantém aqueles que comem satisfeito durante mais tempo. Os alimentos que são ricos em fibras são uma parte importante de opções de tratamento dietéticas para diabetes. Ingestão de fibra alimentar aumentou, foi mostrado para promover melhor controle glicêmico e melhorar a sensibilidade à insulina.

# 2. EFEITOS ANTI-STRESS: BENEFÍCIOS DO QUIABO

Há evidências de que os extratos de sementes de quiabo têm um antioxidante, efeito anti-estresse no sangue de ratinhos. Gerenciar os níveis de estresse é uma parte importante da gestão de diabetes. De longo prazo, níveis elevados de estresse podem causar auto nos níveis de açúcar no sangue, a espiga. A saúde mental deve ser uma parte de qualquer plano de tratamento do diabetes, e usando quiabo e suas sementes derivados podem ser uma parte desse plano.

# 3. BENEFÍCIOS DO QUIABO: PODE AJUDAR A DIMINUIR O COLESTEROL

Quiabo foi encontrado a níveis mais baixos de colesterol em ratos de laboratório com diabetes. Alimentos com alto teor de fibra e qualidades antioxidantes são recomendados para pessoas com diabetes porque eles diminuir o colesterol. A American Heart Association assina que as pessoas com diabetes são mais propensas a ter níveis de colesterol saudável. Quando os níveis elevados de colesterol são combinados com diabetes, as perspectivas não são boas. É por isso que é tão importante se certificar que sua dieta tem níveis saudáveis ​​de colesterol.

# 4. BENEFÍCIOS DO QUIABO: ANTI-FADIGA

Um estudo indica que os tempos de recuperação e “níveis de fadiga” pode ser melhorada através da utilização da planta quiabo. Com a inclusão de quiabo em sua dieta, juntamente com uma rotina de exercícios saudáveis, você pode ser capaz de trabalhar por mais tempo e se recuperar mais rapidamente a partir do seu exercício. Atividade cardiovascular é uma parte essencial da prevenção e tratamento da diabetes. Isto significa que a planta de quiabo pode contribuir para um estilo de vida mais ativo.

 
 
INFORMAÇÕES ADICIONAIS

ÁGUA DE QUIABO

Beber “água de quiabo” é um novo método popular de consumir quiabo. Alguns até sugeriram que beber ajuda a diminuir os sintomas do diabetes. A bebida é feita colocando frutos de quiabo em água e mergulhando-os durante a noite. Alguns dos nutrientes valiosos na pele e pods semente vai ser absorvido pela água. Se você não está louco sobre o gosto do quiabo, beber esta solução de água quiabo é uma maneira rápida e simples de obter os benefícios de quiabo sem comê-lo.

Algumas pessoas preferem cortar o quiabo em fatias finas, em vez de todo imersão. Se você estiver indo preparar água quiabo desta forma, esteja preparado para uma bebida que é ligeiramente amarga.

QUIABO DESCASQUE E PÓ DE SEMENTES

Quiabo casca é a forma mais tradicional de usar quiabo medicinalmente. Nos estudos preliminares realizados para investigar os benefícios do uso de quiabo, comendo casca de quiabo desfiado foi visto ser a forma mais favorável ao ingeri-lo. Você pode preparar quiabo descascado usando um ralador de cozinha portátil. Embora não haja limite conhecido para quanto quiabo casca alguém deve comer de uma só vez, metade de uma colher de chá de casca de quiabo deve ser mais do que suficiente para o seu corpo para se beneficiar.

Sementes de quiabo em pó são secas antes de ser moídas para baixo. Ingerir o pó das sementes como um suplemento também foi pesquisado e considerado positivo. O processo de fazer o pó é custa mais tempo de trabalho intensivo. No entanto, você pode facilmente comprar sementes de quiabo em pó em lojas de alimentos saudáveis e fornecedores on-line. 
 
Fonte: http://www.saudeemgeral.com.br/beneficios-do-quiabo-para-a-diabetes/

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

TUDO SOBRE O TAMARINDO: BENEFÍCIOS, PROPRIEDADES E USOS.


Apesar de no Brasil dizerem que o tamarindo é um legume, por ter o formato parecido com o de uma vagem, ele é considerado uma fruta, a fruta do tamarindeiro, uma árvore bem grande que às vezes chega a ter 30 metros de altura, originária da África do Sul, mas que pode ser cultivada também no Sul da Ásia, na América do Sul e nas Ilhas do Caribe.


Essa fruta tem inúmeros benefícios para a nossa saúde e por isso é sempre bom conhecer e comer um pouco mais. Sabia, por exemplo, que ela é usada em remédios fitoterápicos?! Veja abaixo algumas de suas propriedades e benefícios:

O tamarindo possui uma quantidade significativa de vitaminas C e E, vitaminas do complexo B, cálcio, ferro, fósforo, potássio, manganês e fibras, além de compostos orgânicos, fazendo do tamarindo um ótimo antioxidante, anti-inflamatório, antiácido, além de ajudar a baixar os níveis de colesterol no sangue. 
 
 
 

Todas estas propriedades auxiliam nosso corpo de diversas formas, como:

Coração: diminuindo a pressão arterial e os níveis de colesterol.

Anemia: sendo uma grande fonte de ferro, auxilia no tratamento de anemia, é importante, entretanto, não consumi-la em excesso.

Circulação do Sangue: devido a quantidade de ferro encontrada na fruta, a circulação sanguínea melhora e os glóbulos vermelhos são garantidos, auxiliando assim na circulação de oxigênio em todo o corpo

Sistema imunológico: devido a vitamina C e seus efeitos antioxidantes, o tamarindo previne o organismo contra diversos problemas de saúde relacionados a infecções causadas por fungos e micróbios.

Ele também possui ações antisséptica e antimicrobiana, que reduzem a incidência de parasitas no corpo agindo contra bactérias que trazem a pneumonia e infecções na pele.

Anti-inflamatório: combate inflamações diversas, auxiliando no tratamento de irritação nos olhos, gota, artrite e condições reumáticas.

Função nervosa: a fruta fornece vitaminas do complexo B, entre elas, a vitamina B1, responsável por melhorar a função nervosa.

Sistema digestivo: devido às suas fibras e propriedades laxantes e estimulantes da bile, o tamarindo além de melhorar problemas como intestino preso, estimula o suco gástrico, auxiliando na digestão e defecação, devido a propriedades que ajudam a comida ingerida a ser dissolvida mais rapidamente. Por mais controverso que pareça, o tamarindo também ajuda no tratamento de diarreia crônica.

Perda de peso: também devido à grande fonte de fibras e nutrientes, esta fruta causa uma sensação de saciedade ao organismo, ajudando a controlar o apetite, e armazenando menos gordura no corpo.

Controle do diabetes: o fruto contém enzimas responsáveis por absorver carboidratos que podem ser convertidos em gordura e açúcar, ajudando a evitar o descontrole nos níveis de glicose no sangue.

Combate à insônia: devido ao magnésio existente no tamarindo, a qualidade e duração do sono melhora muito.

Prevenção da pelagra: no meio da vitamina B3 existente no fruto, é possível evitar a pelagra, uma doença que tem como sintoma diarreia, demência, artrite e insônia.

Hemorroidas: o tamarindo auxilia na cura de hemorroidas, por meio das substancias encontradas em suas folhas. 
 
 

Fonte de ácido fólico: indicado especialmente para as mulheres grávidas, colaborando com a divisão celular e o rápido crescimento na infância e durante a gestação, auxiliam assim no desenvolvimento e saúde da criança.

Saúde dos rins: a fruta com seu potássio ajuda na eliminação de substâncias tóxicas dos rins, o que é bastante importante para a saúde dos órgãos.

Estética do cabelo e pele: além de estimular a produção de colágeno no corpo, beneficiando a pele e o cabelo, o tamarindo hidrata o cabelo e a pele por meio de suas Vitaminas C.

Músculos: a tiamina da fruta auxilia no processo de desenvolvimento muscular. E ainda devido as suas proteínas, ajuda na reparação e construção dos músculos. 
 
 


CUIDADOS AO UTILIZAR O TAMARINDO

Como tudo na vida, quando consumido em excesso, pode gerar problemas, com o tamarindo não podia ser diferente. É fundamental que conheçamos as causas das doenças e prestemos atenção no nosso corpo para tomar as medidas necessárias para melhorar nossa saúde.

O tamarindo é recomendado por exemplo para pessoas que têm a pressão alta, já que promove diminuição da pressão arterial, sendo assim, aquelas pessoas que já têm pressão baixa devem tomar muito cuidado ao consumi-lo.

Outro cuidado que é preciso tomar ao consumir o fruto, é em caso de uso de outros medicamentos responsáveis por promover a diluição do sangue, como por exemplo a aspirina, já que o tamarindo tem esta mesma função, tornando o sangue mais fino, o que pode atrapalhar na diminuição de sangramentos. 
 
 

USOS DO TAMARINDO

O fruto pode ser usado das mais variadas formas, desde a polpa, semente, flores e até folhas! Comumente, se utiliza a polpa como tempero.

É recomendado fazer chá, água, suco ou mesmo compressas com as folhas.

Fonte:https://www.greenme.com.br/usos-beneficios/3146-tamarindo-beneficios-propriedades

terça-feira, 9 de agosto de 2016

JAMBO VERMELHO - RIQUEZA FRUTÍFERA.



O jambo-vermelho (Syzygium malaccense) é uma fruta originária da Malásia, país que se localiza no sudeste da Ásia. No Brasil, essa fruta pode ser encontrada nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste, sendo que no Nordeste essa árvore é conhecida por muitos como “eugênia”. Pertencente à família Myrtaceae, que abrange frutas como a jabuticaba, pitanga e goiaba, o jambo-vermelho é uma fruta de sabor adocicado que pode ser consumida in natura e também na forma de doces. Fonte de ferro, fósforo, proteínas, carboidratos e vitamina A, B1 e B2, o jambo-vermelho é considerado uma fruta com médio valor calórico, contendo apenas 56 calorias em 100 gramas de polpa. 
 
 

Em Porto Rico há a produção de vinho de jambo-vermelho. Em algumas regiões da Malásia, comunidades obtêm um líquido a partir da fervura da casca dessa árvore, que será utilizado em dores de estômago e diarreia. 
 
 

A árvore do jambo-vermelho pode alcançar até 20 metros de altura e possui forma piramidal com folhas grandes verde-escuras e muito brilhantes. O jambeiro-vermelho tem sua floração de agosto a fevereiro, com frutificação de janeiro a maio, mas não é raro encontrarmos árvores frutificando fora desse período. 
 
 

As flores do jambeiro-vermelho são formadas por quatro pétalas agrupadas com inúmeros estames formando pompons. São flores de coloração púrpura, muito aromáticas, que, quando caem, formam verdadeiros tapetes de flores que atraem a atenção de muita gente. Por oferecerem boa sombra, beleza e frutos doces e perfumados, os jambeiros-vermelhos podem ser utilizados como árvore ornamental. Para que se consiga fazer mudas de jambo-vermelho, a semente da fruta deve ser semeada tão logo seja retirada da polpa. Para sua germinação é recomendável que a semente seja colocada em recipientes individuais com substrato organo-arenoso, e em ambientes claros. Na maioria das vezes a semente leva de 4 a 6 semanas para emergir da terra, sendo que a taxa de germinação é considerada alta para sementes frescas.
 
 
Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/biologia/jambo-vermelho.htm